#ESCUTE: precisamos falar sobre 13 Reasons Why (sem spoilers)

Olá oláaa minha gente! Hoje não falaremos sobre moda, nem tendências e nem nada relacionado a esse mundo fashion. Sei que todos na internet, em todas as redes sociais já falaram sobre isso e tudo o que envolve, mas eu senti a necessidade de vir aqui no blog e falar sobre essa série que está dando o que falar.

A verdade é que precisamos falar sobre 13 Reasons Why, o novo lançamento e já super sucesso da Netflix, produzido pela Selena Gomez. Confesso que ainda não terminei a série, vou começar o sétimo episódio hoje e devo acabar a série hoje ainda. Se tiver fôlego (já tô achando que não).

Para resumir a série para quem não conhece é o seguinte: uma menina adolescente de 17 anos, Hannah Baker, comete suicídio e toma a decisão de deixar para trás treze fitas cassete, as quais explicam o porquê e quem a levou a esse terrível destino. Nos resta apertar o play e escutar.

01.png

13 Reasons Why é uma série pesada. Ouvi várias pessoas na internet reclamando Como o Clay consegue demorar tanto para ouvir as fitas? Na real, até eu estou demorando para assistir, porque é uma série densa e intensa emocionalmente. Inevitável você ficar meio deprê ao final de cada episódio. Eu fico. E você? Afinal somos arrastados para a trama de um jeito que até parece que estamos ali, vivenciando tudo. Mexendo com o nosso psicológico.

Pode parecer ser mais uma série adolescente tratando sobre problemas banais. Mas não é. A série foi feita para todas as idades mesmo, sejam crianças, adolescentes, adultos, senhores. O apelo por trás de 13 Reasons Why é muito pertinente. Não é uma série que trata apenas do suicídio de uma adolescente, é uma história que nos mostra o que leva uma pessoa a desistir de viver, aos poucos.

03

A história trata de diversos temas, mas muito focada no bullying, nos mostra como as nossas atitudes e ações podem gerar um impacto na vida do outro, como comentários maldosos, acusações, stalkear, dentre muitas outras coisas. Afinal, um floco de neve inocente para você pode ser uma bola de neve destruidora para outra pessoa. E isso é seríssimo.

Nós todos no mundo precisamos tomar consciência sobre nós mesmos e os outros. Precisamos saber nos colocar no lugar do outro, afinal todos temos problemas, dores e sentimentos. E cada um lida de um jeito! Necessitamos entender isso, não somos todos iguais, somos diferentes sim e ponto. Precisamos de mais amor, mais empatia e mais envolvimento emocional (e não só físico).

Para vocês terem uma ideia, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que mais de 800 mil suicídios foram registrados em 2015, sendo 75% em países de média e baixa renda. O Brasil ocupa a 8ª posição, ultrapassando 12 mil casos por ano. E sim, grande parte são jovens.

Então, se você aí do outro lado da tela, lendo esse post, estiver passando por uma situação dessas, se você for uma Hannah Baker, procure ajuda, fale com alguém, coloque esse sentimento que te consome para fora. Precisamos passar pela dor para sermos curados. Se você quiser conversar, eu estou aqui pronta pra te escutar e te ajudar! Me manda uma mensagem, um e-mail ou me chama nas redes sociais. Estarei lá! Você não precisa passar por isso sozinho ou sozinha.

07.jpg

Outro ponto que faço questão de deixar por aqui é sobre a polêmica das redes sociais, seja Instagram, Snapchat, Facebook, Twitter, seja lá o que for. Não se iludam com o que vocês vêm. As pessoas postam somente aquilo que querem, roupas, eletrônicos, viagens bacanas dentre muitos outros. Não passa de uma máscara. A realidade pode ser e é muito diferente. Até porque “vida perfeita” não existe, entendam. Então não se iludam com a “vida perfeita” de seus amigos, de desconhecidos, de influenciadores e famosos. Por um mundo sem filtro.

Portanto, vamos aprender a amar mais. Vamos aprender a escutar os outros, a ajudar. Porque muitas vezes a pessoa pode estar do seu lado, dando sinais, “gritando” por socorro e você não está percebendo ou ignora porque acha que é drama. Pode ser uma mãe, um pai, um amigo, um familiar, um vizinho ou um estranho. Vamos estender a mão e ajudar.

Então minha gente, o que me resta dizer agora para vocês é: não seja um porquê. Vamos tomar cuidado, vamos nos envolver, vamos ter empatia. Afinal todos necessitamos e precisamos dela. Pois acredito que todos, pelo menos uma vez na vida, já passaram por bullying e/ou viram ele ser praticado com uma pessoa, seja na sua escola, faculdade, trabalho ou até na rua. Isso não é brincadeira. Então não faça. Não replique. Não seja um porquê.

Portanto, eu recomendo que vocês assistam 13 Reasons Why.

Uma lição de vida, pesada e necessária para todos.

02

11 comentários em “#ESCUTE: precisamos falar sobre 13 Reasons Why (sem spoilers)

  1. Oi Dani, seu post é super pertinente. Mesmo que esteja todo mundo falando sempre temos um novo ponto de vista, algo relevante a acrescentar. Às vezes tem alguém no seu público que precisa de conversa e você pode ser um bom ombro amigo disposto a ajudar.

    Em relação a série… Ela é baseada em um livro, né? Eu li quando estava no ensino médio e lembro de ter amado. Me impactou muito. Sempre quis comprar este livro. Os primeiros rumores é que teria um filme, onde a Selena Gomes seria a Hannah. Teve trailer e tudo. Depois desistiram e vieram com a série pelo Netflix.
    Tô me sentindo estranha com todo mundo falando de uma história que sempre amei há muito tempo, sabe? hahaha’ Mas o assunto é importante e merece ser falado.
    Parabéns pelo post e por ter sido o blog da semana! 😉
    Beeeijos Nattany Martins

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi amoreee! Nossa, muito obrigada mesmo pelo seu comentário! Eu fico super feliz, de verdade mesmo!! ❤
      E sim, sei que a série é baseada em um livro mas não cheguei a ler 😦 Na verdade, até a série ser lançada também não conhecia… Quero ver se compro ele pra ler.
      E nossa, ainda bem que não fizeram um filme haha Acredito que teria ficado muito “superficial” o assunto, sabe? Você que leu o livro, o que achou do resultado da série? 😀
      E muuuito obrigada pelos parabéns! ❤ Uma ótima semana pra ti!

      Curtir

  2. Terminei o último episódio hoje. Também levei uns dias para ver tudo, a série é pesada, intensa, mas não podia retratar melhor a realidade. Concordo com tudo o que aqui está escrito e aconselho que vejam a série :).

    360grausdemim.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

  3. Muitoo bom o textoo amiga. Concordo com cada palavra que está escrita aqui. As vezes não percebemos o quanto afetamos a vida do outro. Devemos ter mais atenção aos detalhes.
    Parabénss pelo textoo.. =))

    Curtido por 1 pessoa

▼ Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s